Início Sobre nós Assuntos Dia-a-dia Alimentação
Início
Sobre nós
Assuntos
Dia-a-dia
Alimentação
Sol e vit D
Acne
Cabelos
Carcinoma basocelular
Dermatite atópica
Dermatite seborréica
Dermatoses raras
Gravidez
Herpes
Melanoma
Micoses
Molusco contagioso
Peelings
Pintas
Rosácea
Suor
Tiroide
Unhas

UNHAS

CUIDADOS GERAIS

Problemas nas unhas são reclamações comuns nos consultórios dermatológicos. Um dos problemas mais frequentes são as micoses, que atingem principalmente os “dedões” dos pés, fazendo com que as unhas fiquem ocas e ao longo do tempo mais grossas. Também há o líquen plano e a psoríase.

Se você desde que se entende por gente tem as unhas fracas, provavelmente será um defeito na sua constituição e provavelmente nenhum tratamento terá sucesso. No entanto, se em algum momento as suas unhas mudaram, é preciso investigar.

Causas de problemas nas unhas: traumas (digitar, trabalho doméstico, “fazer as unhas” de maneira inadequada, etc), desidratação (clima seco), hiperidratação (lavar demais as mãos), removedor de esmalte, detergente e produtos de limpeza em geral quando em contato direto com a pele/unhas, solventes, álcool. E também: envelhecimento, anemia, perda rápida de peso, doenças nas articulações, medicamentos, hemodiálise, doenças graves, doenças da tiróide, uso de retinóides (isotretinoína por via oral), etc.

De maneira geral, paralelamente, se estão amolecidas ou com as pontas “esfoliando” ou se partindo, deve-se:

· Manter as unhas curtas e cortá-las quando estiverem úmidas.

· Pode-se usar esmalte, mas não “fazer” as unhas muito frequentemente, a fim de evitar o uso excessivo dos removedores ( no máximo 1 vez por semana.

· Não usar endurecedores (geralmente feitos de formol).

· Usar luvas para realizar o trabalho doméstico.

· Hidratar as unhas várias vezes durante o dia, fazer imersão em água morna à noite e aplicar o creme hidratante em seguida.

· Use seu próprio material para “fazer as unhas”. Compre: Várias lixas de unha. Vários palitos. Espátula de metal. Alicate específico para cortar as unhas. Alicate profissional para tirar cutículas, amolado (não o use você mesma em casa, pois vai perder o corte e a manicure reclamará, com razão). Base. Esmaltes. Removedor de esmalte. Ou, certifique-se que o material usado pela sua manicure é esterilizado ou descartável.

· Não retire demais a cutícula.

· Não comprima a raiz da unha com a espátula, palito ou alicate, pois isso poderá provocar manchas e irregularidades que só serão notadas semanas depois. Empurre suavemente a cutícula.

· Evite polir (lixar a superfície) as unhas.


******Você sabia que o uso de álcool e alguns medicamentos durante os primeiros meses da gravidez pode levar à hipoplasia ungueal (o bebê pode nascer sem unhas ou elas podem ser em tamanho muito menor que o normal)?


ALTERAÇÕES NAS UNHAS: descolamento, amarelamento, irregularidades, etc.

Onicólise é como chamamos o descolamento da unha, que fica com aspecto de oca. Pode acontecer tanto nas unhas das mãos quanto nas dos pés. Em uma ou em várias. Há várias possíveis causas e algumas vezes nenhuma é identificada.

Abaixo, características que podem diferenciar uma causa de outra.

· Quando a cor da região descolada é amarelada e quando há também descamação na planta e/ou lateral dos pés e/ou entre os dedos (as frieiras), pode se tratar de uma onicomicose, a popular micose de unhas, a causa mais comum de descolamento.

· Quando todas as unhas (ou a grande maioria) estão descolando, a causa provavelmente é o uso de medicamento. Por exemplo, captopril, tetraciclina, doxiciclina, hidroclorotiazida e família, antibióticos do grupo das quinolonas, clorpromazina, anticoncepcionais orais e alguns quimioterápicos. As unhas geralmente voltam ao normal (após a suspensão ou mesmo durante o uso).

· Quando apenas uma unha é acometida e se houver uma lesão debaixo dela, deve-se suspeitar de um tumor.

· Quando atingir apenas o indicador e o terceiro dedo (da mão mais usada) deve-se suspeitar de uso das unhas como instrumento para abrir coisas, principalmente na cozinha.

· Suspeitar de psoríase quando acometer várias unhas e apresentar também outras alterações, tais como vermelhidão ao redor da área descolada, manchas irregulares na cor salmão ou amarelo-alaranjado, engrossamento das pontas, depressões irregulares na superfície (como se a unha tivesse sido espetada com alfinetes de diferentes diâmetros) e/ou lesões sugestivas de psoríase em outro local do corpo.

· Suspeitar de liquen plano quando acomete apenas as unhas das mãos, quando há afinamento e rachaduras na superfície das unhas, quando há pterígio ( áreas onde não há divisão entre a região da cutícula e a unha).



PSORÍASE NAS UNHAS

Cerca de metade das pessoas com psoríase tem lesões também nas unhas, mas esta pode ser a única manifestação desta doença de difícil tratamento e longa duração. É comum que a psoríase, nestas pessoas, também atinja articulações (artrite psoriática, que deve ser tratada por um reumatologista).

Psoríase (1 ou + das características abaixo):

Diferenciar de:

Depressões irregulares na superfície (como se a unha tivesse sido espetada com alfinetes de diferentes diâmetros)

Alopecia areata, quando as depressões são minúsculas e regulares.

Engrossamento das unhas, principalmente das pontas.

Micose. O diferencial é feito através de um exame em que é retirado (via raspagem) material da unha para identificar a presença de fungos. Os dois problemas podem existir ao mesmo tempo.

Vermelhidão ao redor da área descolada.

Manchas irregulares na cor salmão ou amarelo-alaranjado.

Riscos vermelho-escuros na vertical.

Inúmeras causas.

Superfície despedaçando.

Doenças sistêmicas.

Descolamento da(s) ponta(s).

Micose de unhas, uso de medicamentos, tumor, trauma local.


O que fazer?

A psoríase não tem cura, mas não é incomum que melhore espontaneamente e mesmo que desapareça.

· Evitar o uso de sabonetes que ressecam a pele, esmalte, acetona, removedor de esmalte e unhas de porcelana.

· Evitar traumatizar ou irritar a região afetada, pois isso levará à piora e/ou ao surgimento de novas lesões.

· As unhas devem ser mantidas curtas e as cutículas não devem ser retiradas e nem empurradas.

· No serviço doméstico ou profissional, usar luvas de algodão embaixo de luvas de plástico ou borracha para não se expor à umidade.

· Evitar entrar em contato com frutas ácidas e alimentos crus.

· Quando nos pés, evitar o uso de salto alto e calçados com formato que aperte os dedos.


O tratamento é feito caso a caso e pode ser com produtos de uso local e/ou por via oral.




Unhas verdes. O que é isso? (são encontradas de um verde claro até um verde bem escuro, quase preto)

Essa cor na unha descolada sugere que o local está colonizado pela bactéria Pseudomonas. Ela se instala quando a unha está descolada, abaixo dela, ou nas regiões coladas à cutícula, nos casos de inflamação prolongada delas (geralmente em pessoas que fazem serviços domésticos). Costuma se resolver com o uso de um antibiótico no local ou com a aplicação de vinagre duas vezes ao dia. Algumas vezes a coloração só será eliminada após o crescimento da unha normal.o poderá levar a:


 
Início | Sobre nós | Assuntos | Dia-a-dia | Alimentação
Site Map